quarta-feira, 21 de setembro de 2016

O aspecto das suas fezes pode dizer muito sobre a sua saúde; descubra!

                       
Quando se fala em cocô, existe vergonha e receio pela maioria da população, mas essa conversa deveria ser algo normal e habitual, principalmente por ser uma forma de entender a saúde do organismo do paciente. A Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva (SOBED) indica que aspectos das fezes como consistência, cheiro, coloração e formato devem ser observados para verificar se há algo que não está funcionando bem no intestino.
“O mais importante é que todo e qualquer tipo de secreção que nosso corpo expele precisa ser observado, não só as fezes. Outros excrementos como a urina também precisam ser analisados em termos de cor e odor. Nosso cocô pode nos dizer como está o funcionamento geral do intestino e também como está a absorção dos nutrientes de acordo com a consistência, odor e formato das fezes”, explica Tomazo Franzini, diretor da SOBED. As fezes consideradas normais são caracterizadas como fezes cilíndricas, compridas e com aspecto macio. Isso indica que ao passar pelo intestino tiveram um bom trânsito e nenhum tipo de obstrução que atrapalhasse a passagem.
Franzini, que é endoscopista digestivo, alerta que as fezes indicam se a ingestão de nutrientes for em baixa quantidade, além do consumo de água, que é extremamente importante e ajuda com que a massa fecal fique numa consistência mais amolecida. “Pessoas que fazem pouco consumo de água e fibras, encontradas nas frutas, verduras e saladas, acabam evoluindo com fezes ressecadas, em formato de bolinhas endurecidas. Além disso, alteração do calibre das fezes é uma das primeiras indicações de câncer de intestino. Ao olhar as fezes é indicado analisar também seu formato, caso o intestino tenha uma obstrução as fezes, ao passarem por ela, se moldam àquela região e ficam mais afiladas, o que indica estreitamento de alguma parte do intes tino. Nesses casos, o exame da colonoscopia é fundamental para o diagnóstico feito de forma rápida e indolor.
Conheça o que cada formato e cor do coco indica na sua saúde:
Formato:
• Cocô em bolinhas: indica falta de fibras e líquidos.
• Cocô comprido, cilíndrico e com rachaduras: indica que as fezes permaneceram muito tempo no cólon. Além disso, é necessário consumir mais água e frutas.
• Cocô comprido e com algumas rachaduras na superfície: considerado normal, mas pode indicar princípio de desregulação nos processos intestinais. Beba mais água.
• Cocô comprido, macio e em formato cilíndrico: tipo de fezes ideal. Indica bom transito intestinal.
• Cocô com gotas macias e divididas: aponta carência nutricional e desidratação. Coma mais legumes cozidos, grãos, aveias e frutas.
• Cocô totalmente líquido: indica diarreia. Beba bastante líquido, evite alimentos gordurosos e fique de repouso.
Cores:
• Verde: a causa comum é diarreia. O consumo recente de antibióticos, ingestão de alimentos e bebidas verdes ou ingestão de ferro também pode deixar as fezes nessa cor. Comum em bebês que só se alimentam de leite materno.
• Preta: Sangramento no trato gastrointestinal alto – esôfago, estomago ou duodeno. Pode indicar também consumo de medicamentos ou suplementos de ferro.
• Amarelo: infecção intestinal, má digestão, doença celíaca ou em decorrência de alimentação rica em gordura.
• Branca ou clara: podem indicam sinais de doenças como hepatite, cistos hepáticos ou cirrose.
• Vermelha (com sangue): indica doenças com sangramentos ativo mais comumente do trato intestinal baixo que podem incluir: hemorroidas, divertículos, colite e tumores.
• Cor saudável: o ideal é que seja marrom, ainda que existam diversas variações e tons que também pode ser saudáveis como verde e amarelo. 



                        Blog de Deusa / MSN
Postar um comentário