segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Nódulo na mama benigno

Mulher segurando rosa
Os nódulos nas mamas muitas vezes são benignos, mas pode ser um sinal de câncer de mama, sendo necessária a consulta com um médico.
São dois os tipos de nódulos mais comuns que podem vir a se desenvolver nos seios, sendo os císticos e os sólidos. Os císticos são benignos em 90% dos casos, e os sólidos em média de 70%, ou seja, ao contrário do muitos imaginam a maioria dos nódulos nos seios não são malignos. Mesmo quando causam dor a maioria dos nódulos de mamanão são indicativos da existência de câncer nos seios.
Estudos apontam que os nódulos malignos são indolores no início, por isso, muitas vezes passam despercebidos. E nesses casos específicos quando chegam a doer pode ser que o câncer já esteja em um estado mais avançado. Conheça as principais causas que fazem surgir onódulo benigno, e as formas de tratamento.

Causa do nódulo benigno da mama

Os nódulos benignos surgem devido ao crescimento desordenado que acontece nos lóbulos ductos e no estroma fibroso. Os fatores que acarretam essa anomalia ainda é alvo de estudos e de muitas controvérsias. No entanto a teoria mais acatada nos meios acadêmicos é de que a principal causa esta ligada aos hormônios femininos que são formados logo após a primeira menstruação. Esses hormônios seriam os responsáveis diretos pelo surgimento dos nódulos benignos. Os nódulos podem surgir em qualquer idade, mas os casos ocorrem com maior frequência entre mulheres de 35 a 50 anos.
Prevenção do câncer de mama

Nódulo na mama benigno pode virar maligno

Não existem estudos conclusivos que indiquem que o nódulo na mama benigno possa passar por algum tipo de mutação e tornar-se maligno. A grande maioria dos nódulos benignos não esta relacionada ao câncer de mama. No entanto é importante a realização de exames para constatar se o tumor é benigno ou maligno. O exame consiste em recolher amostras e realizar o estudo citológico, a análise minuciosa das células irá indicar qual o tipo de nódulo está presente nos seios.
A realização desse procedimento se dá através de uma punção da mama que é feita com uma agulha apropriada que alcança o nódulo e aspira uma pequena quantidade de material para análise. A punção aspiradora é uma técnica indolor que não requer anestesia. Através desse método é possível avaliar o tipo de tumor e qual o tratamento mais condizente com o quadro geral da paciente.
Top pendurado

Nódulo na mama benigno tratamento

Para iniciar tratamento do nódulo mamário benigno primeiramente é necessário identificar o tipo e somente então o médico poderá indicar a melhor forma de terapia. Os cistos sólidos geralmente são extraídos através de cirurgias. Os cistos não perceptíveis através do toque, mas que aparecem na ultrassonografia ou na mamografia não necessita de nenhum procedimento a não ser a observação médica que ocorre nos exames de rotina. Os nódulos sólidos em mulheres com menos de 35 anos quando comprovadamente benigno, também não requer intervenção.
Nesses casos é comum que o médico aconselhe a paciente a realizar o controle clínico com avaliações trimestrais, e posteriormente anuais. Quando descartada a hipótese de alterações significativas, os exames passam a ser feitos de dois em dois anos. Nas mulheres acima de 35 anos os cuidados tende a ser maior, pois com o aumento da idade pode ocorrer uma maior incidência de tumores malignos. Para mulheres nessa faixa etária o médico poderá recomendar a mamografia de rastreamento.
Médico e paciente
Nos casos em que a biópsia indique alterações que possam sugerir algo mais grave a paciente é encaminhada para o tratamento apropriado. Já nos casos em que não surjam anomalias significativas o acompanhamento é feito por um período de seis meses a 1 ano.
Veja o vídeo do Youtube que separamos para você e saiba quais as diferenças entre um tumor maligno e o benigno:




Blog de Deusa / mundo mulheres





Postar um comentário