sábado, 21 de fevereiro de 2015

Quatro dietas para ser mais saudável em 2015

DASH

Foto: Frederico de Souza / Agência O Globo
A dieta DASH (da sigla, em inglês, para “abordagens dietéticas para parar a hipertensão”) tem como meta controlar a pressão alta e foi testada inicialmente em hipertensos. Com o consumo de frutas, legumes e laticínios desnatados, promete ainda diminuir o peso e também reduzir riscos de diabetes e alguns tipos de câncer.
.Frutas fazem parte de dieta DASH Foto: Frederico de Souza / Agência O Globo
TLC

Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo
Batizada de Therapeutic Lifestyle Changes (algo como “mudanças terapêuticas no estilo de vida”), a dieta recomenda o corte da quantidade de gordura ingerida, especialmente a do tipo saturada, que aumenta o colesterol. As regras incluem ainda exercícios.
Exercícios estão em dieta que prioriza mudanças no estilo de vida Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo
'Mayo Clinic'

Foto: Ana Branco / Agência O Globo
A dieta da rede americana de clínicas Mayo Clinic é voltada não só para aquilo que se come, mas como se come. A recomendação é abandonar hábitos nocivos, como se alimentar em frente à TV. O adepto deve ainda introduzir costumes saudáveis, como a prática de exercícios. Promete perda de até 4,5 quilos em 15 dias.
Costumes saudáveis também estão entre regras da dieta da Mayo Clinic Foto: Ana Branco / Agência O Globo

'Flexitarian'

Foto: Felipe Hanower / Agência O Globo
O termo “flexitarian” é uma mistura das palavras flexível e vegetariano, em inglês. A dieta se baseia no alto consumo de vegetais. A ingestão de peixe, frango ou carne é permitida ocasionalmente. Uma dica é começar cortando proteínas animais de apenas algumas refeições por semana.
Vegetais são prioridade para 'flexitarians' Foto: Felipe Hanower / Agência O Globo






               Blog de Deusa / O Globo
Postar um comentário