segunda-feira, 1 de junho de 2015

Manchas escuras na pele: por que aparecem?


O que são manchas escuras na pele?
As sardas e pintas são as manchas escuras na pele mais comuns nas crianças e nos jovens. Além delas, há também as manchas provocadas pelo envelhecimento. De todas as manchas na pele existem aquelas que mudam de cor e aspecto e outras que são permanentes. Em geral, as manchas escuras na pele são o resultado da deposição circunscrita de substâncias que emprestam à pele uma coloração escura, mais frequentemente melanina, mas também podem dever-se a infecções, micoses, alterações vasculares, tumores, exposições solares e acne.

A melanina é a substância que empresta coloração à pele e que, na dependência de sua concentração, pode torná-la clara, morena ou negra. Sobretudo em pessoas de pele clara a melanina pode concentrar-se em áreas específicas, formando manchas que podem existir de maneira permanente, desde o princípio da vida, ou aparecerem mais tardiamente. Algumas dessas manchas, por sua localização e feitio especiais, conferem certo charme à pessoa que as possui e são chamadas pintas. Outras são puntiformes e disseminadas em certas áreas da pele e são chamadas sardas.

Dependendo da sua natureza, as manchas escuras na pele podem ser permanentes ou transitórias, grandes ou pequenas, ter bordas bem delimitadas ou difusas, serem planas ou salientes, permanecerem sempre da mesma cor e aspecto ou sofrerem mudanças, etc.

Quais são as causas das manchas escuras na pele?

A maior parte das manchas escuras da pele existe por deposição de melanina. Normalmente, a melanina está uniformemente distribuída por toda a pele e fornece a sua coloração. Quando a distribuição deste pigmento é irregular, produz manchas que podem ser escuras, quando há acúmulo localizado da substância, ou claras, nos casos em que há diminuição da concentração dela. As manchas escuras, todas elas, agravam-se pela exposição ao sol. Essa é a causa mais comum de acúmulo de melanina em certas áreas do corpo. Além disso, as alterações hormonais também podem causar manchas escuras na pele, casos em que as manchas ocorrem principalmente em determinados períodos da vida, tais como gravidez, menarca, etc. Também o uso de certos medicamentos (anti-histamínicos e antibióticos) e cosméticos, reforçados pela exposição ao sol, podem gerar manchas escuras na pele.

Algumas manchas escuras na pele são de natureza genética; existem desde o início da vida. Outras aparecem ou se modificam mais tarde, como as manchas neoplásicas ou as que ocorrem em decorrência da exposição ao sol, por exemplo.

Quais são os principais cuidados com as manchas escuras na pele?

Deve-se ter cuidado com as manchas existentes há muito tempo que começam a mudar suas características e com as de aparecimento recente, devido à possibilidade de que tenham uma evolução maligna. Elas devem ser logo motivo de uma consulta ao dermatologista.

Como o médico diagnostica a natureza das manchas escuras na pele?

Há diversos tipos de manchas escuras da pele. O médico procurará determinar a natureza delas.

Sardas: são pequenas manchas castanhas que acontecem em indivíduos geneticamente predispostos, de pele clara e cabelos loiros ou ruivos, na maioria das vezes. Têm distribuição simétrica na face, antebraços, braços, ombros e porção superior do tronco.
Melasmas: caracterizam-se por uma pigmentação acastanhada que aparece nas áreas do corpo mais expostas à luz solar, como rosto, braços e colo. O problema do melasma é apenas estético, já que ele não apresenta riscos para a saúde. Essas manchas são mais comuns em mulheres, embora possam ocorrer também nos homens, causadas ou agravadas pelo uso de anticoncepcionais, pela gestação ou pela reposição hormonal.
Melanoses solares: indevidamente chamadas de manchas senis ou “manchas da idade”, elas não são causadas pela idade e sim pela exposição crônica ao sol. São manchas marrons arredondadas, localizadas nas áreas expostas, sendo muito comuns no dorso das mãos.
Acantose nigricans: manchas escuras principalmente nas dobras cutâneas, sobretudo nas virilhas, axilas e pescoço. É mais comum em pessoas negras e pode estar associada a algum distúrbio hormonal ou ser provocada pelo uso de anticoncepcionais orais.
Câncer da pele: quaisquer saliências, marcas, feridas ou pigmentações que surjam e quaisquer modificações das manchas que já existem devem ser prontamente avaliadas pelo dermatologista, em virtude do risco de câncer. Há três tipos principais de câncer de pele, são eles:
O carcinoma basocelular, que é o mais vulgar, principia como um pequeno nódulo no rosto, pescoço ou mãos. Não se dissemina através da linfa ou do sangue, sendo, por isso, facilmente curável.
O carcinoma das células escamosas, que começa como uma mancha ou um pequeno nódulo firme e indolor e cresce mais rapidamente que o carcinoma basocelular. Tem possibilidade de disseminar-se para os outros órgãos.
O melanoma maligno, que é o mais grave de todos os cânceres de pele, porque se dissemina rapidamente por todo o corpo. Na verdade é um dos tumores mais malignos, devido à sua capacidade de disseminação muito precoce. Geralmente aparece como modificação de uma pinta (nevo) pré-existente ou surge subitamente em qualquer parte da pele.
Hipercromia residual: coloração escura que pode ficar na pele como resíduo de processos inflamatórios agudos ou crônicos.
Como se trata as manchas escuras na pele?

O tratamento das manchas escuras na pele deve sempre ser conduzido por um dermatologista e dependerá de sua natureza e gravidade. Há pequenas lesões que parecem insignificantes, mas que podem ser muito graves, e lesões muito extensas e feias que não têm maior significância clínica. Hoje em dia existem medicamentos e tratamentos estéticos específicos que procuram clarear as manchas escuras de natureza benigna. As de natureza maligna sempre exigirão cirurgia. Tenha cuidado com as receitas caseiras e com a aplicação de cremes de eficácia não comprovada.

Como prevenir as manchas escuras na pele?

Usar bloqueador solar, de preferência, com fator de proteção solar superior a 30.
Não usar desodorantes ou cremes que contenham álcool.
Usar bastante creme hidratante específico para o seu tipo de pele.
Depilar com cera ou laser; nunca com lâmina.
Como evoluem as manchas escuras na pele?

Algumas manchas escuras pré-existentes ou que surjam como novidade podem se malignizar (se tornar câncer). Por isso, você deve examinar sua pele periodicamente para detectar eventuais modificações.





                 Blog de Deusa / Abc.mec.br





Postar um comentário