domingo, 7 de junho de 2015

Um casal unido pelo amor de Deus



A união conjugal foi um projeto lindo e perfeito que DEUS criou!!!
Ele é Pai, e vendo o homem que estava só ele tratou da solidão do homem: “Disse mais o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea”   Gn. 2:18

ao formar o casal Deus os colocou no jardim, 
jardim, sinônimo de paz, alegria, trancuilidade, felicidade, amor, união etc..  
O Casamentos deve se estabelecidos sobre a Rocha
O lar precisa ser edificado sobre a Rocha que é Cristo Jesus. "E desceu a chuva, correram as torrentes, sopraram os ventos, e bateram com ímpeto contra aquela casa, contudo não caiu, porque estava fundamentada sobre a rocha.” Mt. 7:25
Vemos que o que faz diferença entre a casa que caiu e a casa que permaneceu não era a existência ou a ausência de tempestades, mas sim o alicerce. “Se o Senhor não edificam a casa; em vão trabalham os que a edificam.” Sl 127:1.
Mesmo a casa edificada sobre a rocha não está livre das lutas e adversidades da vida, mas mesmo quando elas vierem, a família deve permanecer firme em oração, pois elas passarão e a casa permanecerá inabalável, pois está edificada sobre a Rocha.
O casamento fracassa e adoece quando é direcionado fora da ordem de Deus, menosprezando a direção dada por Ele.
Quando algo não estiver dando certo, é preciso buscar ajuda. É melhor buscar soluções do que conviver com o erro.
Importante!!! Nosso lar deve ser um lugar de descanso, onde os corações angustiados achem refúgio contra os embates da vida, local de calor, amor, ternura, simpatia, compreensão e comunicação afetuosa entre pais e filhos.
O lar pode achar-se num palácio ou numa choupana, no pequeno apartamento de uma grande cidade, ou no cume de uma montanha.
E você, esposa, não passe a outra mulher (cunhada, filhos, empregada, irmã), a honra que seu marido lhe deu: o governo de sua casa. Devemos ser tementes a Deus, submissa ao nosso marido e só a ele. Aos outros, dispensamos respeito. Pai, mãe, sogra, filhos, Pastor, não mandam em sua casa. Nos filhos e empregada, quem manda é só você e seu marido.
O papel dado por Deus ao homem vai além do que muitos imaginam. Na verdade ele é o “rei do lar”. Além de ser este grande provedor que leva o alimento para o ceio da família e supre suas necessidades básicas. Ele é um canal de Deus para a sua família e como sacerdote, ele tem a função de apresentá-la a Deus e levá-la a conhecer os princípios bíblicos, proporcionar a comunhão com o Pai e o contato com Ele.
O homem que divide as funções domésticas com a mulher, não está “ajudando”. Se homens e mulheres trabalham fora, se ambos contribuem para o orçamento, se os filhos e a casa pertencem aos dois é justo que dividam entre si as tarefas domésticas, os cuidados e responsabilidades com os filhos.
A família é muito importante aos olhos de Deus, por isso, na Sua Palavra, encontramos conselhos para todas as situações dentro de um relacionamento familiar. Leia-a, informe-se, busque de Deus a solução para os problemas e a direção para cada atitude e decisão que tiver que tomar.
Todas as pessoas casadas desejam a felicidade em sua vida conjugal. No mundo, todos esperam que o casamento concretize a expressão “vivam felizes para sempre”. No entanto, para serem felizes, os casais devem observar três princípios básicos:
1.   Buscar sempre a orientação bíblica;
2.   Submeter-se ao poder do Espírito Santo, que os capacitará a obedecer os ensinamentos da Bíblia com relação aos seus problemas;
3.   Adotar a atitude de fazer tudo o que a Palavra de Deus diz.
A cada um compete esta decisão.
A principal característica de uma família controlada pelo Espírito Santo é a obediência à Palavra de Deus. O Senhor Jesus afirmou: Antes bem-aventurados os que ouvem a palavra de Deus, e a observam (Lc 11.28b). Medite em (Salmos 119.1 e 1 João 13.17)
Vós, mulheres, submetei-vos a vossos maridos, como ao Senhor; porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o Salvador do corpo. Mas, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres o sejam em tudo a seus maridos (Ef 5.22, 23).
O texto sagrado não sugere que a esposa seja inferior ou diferente do homem, mas sim que se encontra sob a autoridade do marido. Sendo esta a vontade de Deus, a Bíblia ensina que atitude da esposa com relação ao seu marido deve ser de consideração, respeito e submissão. Quando a Palavra de Deus se refere à submissão, não está sugerindo que a mulher seja reduzida à condição de escrava. Pelo contrário, a submissão da esposa lhe concede maior liberdade, uma vez que está obedecendo a lei de Deus e seguindo o caminho da justiça.
Em muitos meios cristão, no entanto, existe uma dúvida: Deve a mulher submeter-se a um marido não-crente? E até onde elas devem ser submissas?
Existem atualmente muitas mulheres crentes casadas com homens que ainda não aceitaram ao Senhor Jesus Cristo como seu Salvador. Portanto, este tipo de questionamento é muito importante.
Na primeira epístola do apóstolo Pedro, capítulo 3 e versos 1 e 2, a Palavra de Deus determina o seguinte: Semelhantemente vós, mulheres, sede submissas a vossos maridos; para que também, se alguns deles não obedecem à palavra, sejam ganhos sem palavra pelo procedimento de suas mulheres, considerando a vossa vida casta, em temor.
Não é fácil ser um bom marido, mas se vamos fazer algo, façamos o melhor.
A família controlada pelo Espírito Santo deve sempre estar atenta para a Bíblia Sagrada, que é o manual divino que nos fornece instruções sobre como devem funcionar os relacionamentos familiares.
(...) porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o Salvador do corpo. Mas, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres o sejam em tudo a seus maridos. Vós, maridos, amai a vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela............ (Ef 5.23-25).
É desta forma que o marido devem tratar suas esposa: Amando-a como parte de si próprio.
desta mesma forma o bom marido também deve ser um bom pai, e um bom sacerdote do lar.
A função de sacerdote do homem tem sido negligenciada nos dias atuais. A Bíblia nos ensina no capítulo 5 de Efésios que o marido é para a esposa, assim como Cristo está para a igreja. Se Cristo é o nosso Sumo Sacerdote, então o marido é o sacerdote de sua casa. Sendo assim, cabe ao esposo a responsabilidade religiosa da sua família.







                                  Blog de Deusa






Postar um comentário