domingo, 25 de janeiro de 2015

DICAS DE DEUSA- 42 DICAS PARA VOCÊ SE DAR BEM NA PAQUERA

Quem é que não gosta de uma boa paquera?
Todo mundo adora o jogo da sedução: uma boa troca de olhares, elogios e cantadas. Sem contar, que é assim que geralmente começam os bons relacionamentos.
Porém, muitas pessoas se sentem incapazes de conquistar alguém, de entender os sinais, compreender olhares e correspondê-los.
Confira as 42 dicas de como se dar bem na paquera!
1- Cuide da sua auto-estima e auto-confiança. A maneira que você se vê é que vai determinar a maneira que os outros o vêm.
2- Defina melhor que tipo de pessoa você quer e o que você quer fazer com ela. Seja coerente: frequente lugares onde provavelmente ela está.
3- Passe o radar. Fique atento às possibilidades. Veja quem lhe interessa. Não seja tão perfeccionista, tampouco fique com qualquer um.
4- Se você está a fim, demonstre. Tente estabelecer o contato através do seu olhar. Olhe aos poucos. Não tem nada a ver fuzilar insistentemente uma pessoa com o seu olhar. Seja sutil.
5- Crie uma atmosfera de mistério e brincadeira. A paquera é uma dança de interesses. Olhe, mas, prepare o caminho para ser olhado. Tenha bom humor.
6- Busque o equilíbrio entre ficar na sua e ficar na do outro.
7- Brinque com o deslocamento. Aproxime-se do território alheio. Paquera é movimento. Paquera é surpresa. É criatividade.
8- Observe os sinais: o gestual, a posição do corpo, o olhar. Não comece a conversar antes de sentir-se autorizado para isto. Assim você evita dar um fora.
9- Mude o repertório. Se já estiver estabelecido um bom contato de olhos, use outra linguagem. Quebre o gelo: sorria, cumprimente, aproxime-se, ofereça uma bebida.
10- Trate bem a outra pessoa, prestando-lhe atenção. Se ela não lhe retribui, experimente afastar-se um pouco e observá-la de longe. Ameace retirar-se. Quem sabe assim ela se manifeste.
11- O que falar? Se o contato não verbal já é simpático, o caminho está aberto para se iniciar a conversa. Você não precisa ser poeta ou escritor e só falar coisas interessantes. Você pode falar de algo que esteja acontecendo, fazer um elogio sincero, você pode fazer alguma pergunta ou um comentário. Não importa.
12- Não se preocupe se faltar assunto. Dê um tempo. O silêncio também faz parte. No começo o papo é mais frio. Afinal de contas vocês mal se conhecem. Tenha paciência até esquentar o papo.
13- Não reclame. É muito desagradável conhecer alguém que fica reclamando da vida. Fale de coisas agradáveis. Fale bem de si mesmo.
14- Saiba escutar. Mostre o seu interesse pelo outro. Olhe nos olhos. Coloque uma boa intenção na sua cara.
15- Não seja tão sério. Tempere um pouco o papo. Use um pouco de malícia. Seja ousado. Mas tome o cuidado para não exagerar na dose. Não seja baixaria.
16- Seja o mais espontâneo possível. Quanto mais mascarado pior. Fale o que está pensando e sentindo com naturalidade. Mas não fale tudo. Comunique as “melhores intenções” pelo seu olhar, ou de um jeito mais sutil. Assim você cria um clima.
17- No aperto de mão seja firme e suave ao mesmo tempo. Fale o seu nome olhando nos olhos.
18- Sempre a voz grave é mais sensual. Treine em casa todas as variações de voz que você consegue.
19- Sua higiene pessoal é muito importante, bem como a roupa e o corte de cabelo. A embalagem não é tudo, mas ajuda.
20- O mais fácil hoje em dia é ir direto para o sexo. Mas se você estrategicamente criar outras pontes de comunicação, buscando as afinidades, terá mais chance de continuar o relacionamento mesmo depois de “consumado o fato”.
21- Se você gostou da figura, tente não perdê-la de vista, trocando o telefone, etc. Se não gostou, saia de fininho. Não é preciso fazer média, somente seja educado.
22- Cuide da sua auto-estima e auto-confiança. A maneira que você se vê é que vai determinar a maneira que os outros o vêm.
23- Defina melhor que tipo de pessoa você quer e o que você quer fazer com ela. Seja coerente: freqüente lugares onde provavelmente ela está.
24- Passe o radar. Fique atento às possibilidades. Veja quem lhe interessa. Não seja tão perfeccionista, tampouco fique com qualquer um.
25- Se você está a fim, demonstre. Tente estabelecer o contato através do seu olhar. Olhe aos poucos. Não tem nada a ver fuzilar insistentemente uma pessoa com o seu olhar. Seja sutil.
26- Crie uma atmosfera de mistério e brincadeira. A paquera é uma dança de interesses. Olhe, mas, prepare o caminho para ser olhado. Tenha bom humor.
27- Busque o equilíbrio entre ficar na sua e ficar na do outro.
28- Brinque com o deslocamento. Aproxime-se do território alheio. Paquera é movimento. Paquera é surpresa. É criatividade.
29- Observe os sinais: o gestual, a posição do corpo, o olhar. Não comece a conversar antes de sentir-se autorizado para isto. Assim você evita dar um fora.
30- Mude o repertório. Se já estiver estabelecido um bom contato de olhos, use outra linguagem. Quebre o gelo: sorria, cumprimente, aproxime-se, ofereça uma bebida.
31- Trate bem a outra pessoa, prestando-lhe atenção. Se ela não lhe retribui, experimente afastar-se um pouco e observá-la de longe. Ameace retirar-se. Quem sabe assim ela se manifeste.
32- O que falar? Se o contato não verbal já é simpático, o caminho está aberto para se iniciar a conversa. Você não precisa ser poeta ou escritor e só falar coisas interessantes. Você pode falar de algo que esteja acontecendo, fazer um elogio sincero, você pode fazer alguma pergunta ou um comentário. Não importa.
33- Não se preocupe se faltar assunto. Dê um tempo. O silêncio também faz parte. No começo o papo é mais frio. Afinal de contas vocês mal se conhecem. Tenha paciência até esquentar o papo.
34- Não reclame. É muito desagradável conhecer alguém que fica reclamando da vida. Fale de coisas agradáveis. Fale bem de si mesmo.
35- Saiba escutar. Mostre o seu interesse pelo outro. Olhe nos olhos. Coloque uma boa intenção na sua cara.
36- Não seja tão sério. Tempere um pouco o papo. Use um pouco de malícia. Seja ousado. Mas tome o cuidado para não exagerar na dose. Não seja baixaria.
37- Seja o mais espontâneo possível. Quanto mais mascarado pior. Fale o que está pensando e sentindo com naturalidade. Mas não fale tudo. Comunique as “melhores intenções” pelo seu olhar, ou de um jeito mais sutil. Assim você cria um clima.
38- No aperto de mão seja firme e suave ao mesmo tempo. Fale o seu nome olhando nos olhos.
39- Sempre a voz grave é mais sensual. Treine em casa todas as variações de voz que você consegue.
40- Sua higiene pessoal é muito importante, bem como a roupa e o corte de cabelo. A embalagem não é tudo, mas ajuda.
41- O mais fácil hoje em dia é ir direto para o sexo. Mas se você estrategicamente criar outras pontes de comunicação, buscando as afinidades, terá mais chance de continuar o relacionamento mesmo depois de “consumado o fato”.
42- Se você gostou da pessoa, tente não perdê-la de vista, trocando o telefone, etc. Se não gostou, saia de fininho. Não é preciso fazer média, somente seja educado.


     Blog de Deusa / Acidez mental


Postar um comentário